sábado, fevereiro 05, 2005

dia trinta e dois : 32 : tinta por uma linha # 02

a interrogação do significado mais profundo da vida é transversal na obra de vergílio ferreira [1916 1996].

em para sempre, a evidência da morte revela-se à distância de uma paisagem. [a necessidade de fazer justiça ao título faz com que o ande a ler desde fevereiro de 2000]

2 comentários:

gostodeti disse...

Para sempre?haverá algo para sempre?beijo
Parabéns pelo blog

jose disse...

cá está o post. Já o tinha visto mas não tinha dito nada porque deixei para o dia em que navegasse como deve ser pelo blog (hoje, portanto).
Tens cá tanta coisa para ler que só daqui a um mês conseguirei ter tudo lido. :)
Comprei o 'Para Sempre'. Começarei a lê-lo nas férias que se avizinham.
Gosto das paredes.