sexta-feira, junho 17, 2005

dia cento e trinta e quatro : 134 : português série b

hoje, pela manhã, numa cerimónia repleta de rituais, quando ela aproximou a tesoura do peito, pensei que o harakiri estivesse iminente. dadas as circunstâncias seria um gesto honroso e eminente. não o fez. limitou-se a cortar o plástico do envelope que guardava os enunciados dos exames nacionais.

a morte lenta tem um nome: vigilância.

2 comentários:

velvetsatine disse...

Eu cá costumo chamar-lhe uma "ganda estopada"! :-D

Trabalhinho mais chato. :-(

Mojo Pin disse...

Que bem que me soube ouvir Sigur Rós quando cá entrei...que bem que me fez...também já encantei o meu blog com as músicas deles, mas dou-me conta que hoje perdi os endereços electrónicos das músicas que coloco no blog:( Vou ter que procurar de novo...enfim..obrigada por este momentinho de sigur rós, ando mesmo a precisar*